A boa governança territorial: grandes lucros em pequenas ações

A governança territorial eficiente é um ponto-chave para a administração proveitosa e adequada dos ativos remanescentes de empreendimentos hidrelétricos. Rentabilizá-los é um processo que tem se tornado comum, pois gera-se lucro a partir de grandes áreas adquiridas e sem uso.

Um problema histórico

A falta de cuidado com a terra no Brasil é um problema antigo. Nem o próprio governo tem uma governança fundiária adequada sobre as terras públicas, fazendo com que o patrimônio da união não seja usado adequadamente, muito menos protegido como deveria. O professor Baastian Reydon deixa isso claro em seus discursos e como é complicado ir contra essa cultura, na qual os gestores fundiários estão acostumados a ‘apagarem incêndio’ o tempo todo.

Mapeamento e sistemas de gestão territorial

Com o manejamento adequado e a interligação entre sistemas de gestão fundiária, tem-se uma noção ampla e exata sobre as reais situações das terras de cada empreendimento e apresentam-se soluções que possam fazer com que aquelas porções de terra possam ser regularizadas, monitoradas e tenham um melhor fim. Este é também o conceito da boa governança territorial.

Para gerir seus ativos de maneira eficiente, um longo e criterioso trabalho dividido em etapas precisa ser feito antes da implementação de um sistema de gestão territorial. Trabalho, este, cuja primeira etapa é composta por:

  • Diagnóstico Patrimonial;
  • Cartografia e Mapeamento do Uso e Ocupação do Solo;
  • Levantamento Topográfico;
  • Implantação de Solução de Gestão Territorial.

Após esta primeira etapa, composta mais por atividades de levantamento da situação atual dos ativos, bem como as áreas que podem efetivamente serem regularizadas, a segunda etapa preconiza uma série de atividades que preconizam a regularização fundiária dos imóveis. Nesta segunda etapa, tem-se:

  • Levantamento Cadastral;
  • Coleta de Anuências;
  • Georreferenciamento Conforme Norma do INCRA e Certificação no SIGEF;
  • Georreferenciamento de Imóveis Urbano;
  • Planta e Memorial Descritivo;
  • Análise para Mapeamento do Uso e Cobertura do Solo por imagens de satélite de alta resolução.

Ainda na segunda etapa, os imóveis são regularizados passando pelas etapas de desmembramento; retificação; unificação; declaração do ITR; regularização fiscal; Cadastro Ambiental Rural e, finalmente, escrituração.

Para a finalização do projeto após a regularização dos imóveis, há os processos de Inspeção Fundiária; pesquisa de preço; levantamento físico; avaliação dos Imóveis e Coaching para o manejo adequado dos ativos e do sistema de gestão territorial.

Um caso real de grande rentabilidade através da boa governança territorial

Uma empresa de geração de energia em Santa Catarina, por exemplo, possuía uma série de ativos inutilizados em seus empreendimentos. Visando uma boa governança territorial, contratou os serviços da VisãoGeo para mapear e regularizar todas aquelas áreas inativas. Com a finalização desse projeto, espera-se que a empresa terá retorno de milhões de reais.

Baixe o Estudo de Caso: Veja como a Celesc Geração está viabilizando a monetização de milhões de reais em ativos excedentes.

governanca territorial

Bons projetos e organização geram bons lucros

Através de um plano bem elaborado, a boa governança territorial funciona de maneira exemplar e elimina uma série de gargalos para futuros investimentos. Se pensarmos que a regularização de determinadas áreas pode levar um tempo considerável, por envolver uma série de questões técnicas e jurídicas, estar com tudo regularizado e controlado por um sistema de gestão fundiária, promove um melhor controle de todos os setores das empresas que dependem das terras para desenvolverem seus empreendimentos.

Investimento hoje, lucro amanhã

Uma das grandes objeções é o custo em relação à regularização prévia. No entanto, há muito sabe-se que investimentos preventivos traduzem-se em economia futura de dinheiro e de tempo. Isso sem levar em consideração as previsibilidades de negócio que ficam mais claras e o controle dos empreendimentos trazidos pela boa governança fundiária.

Saiba mais sobre os cases que a VisãoGeo já atuou

Para ver na realidade um bom projeto de governança fundiária, baixe, clicando aqui, o case daquele nosso cliente que comentamos anteriormente neste mesmo artigo, que conseguiu rentabilizar milhões em reais através da boa governança territorial.